Você sabe porque o velocímetro não mostra a velocidade real do veículo?

Diferença entre o dado correto e o registrado no instrumento visa induzir motorista a andar abaixo do limite da via.



Motoristas que costumam utilizar o Waze quando dirigem já perceberam uma pequena diferença na velocidade mostrada no aplicativo em relação à indicada pelo velocímetro do carro. Independentemente do modelo, o instrumento do veículo sempre mostra uma velocidade um pouco maior que a real.

Isso ocorre propositalmente por se tratar de uma margem de segurança. As montadoras calibram o velocímetro para induzir o motorista a dirigir o veículo abaixo do limite da via e, consequentemente, diminuir o risco de multas e acidentes.


Essa discrepância da velocidade indicada no painel do carro para o valor real acabou por virar uma norma entre os fabricantes. Em alguns modelos, essa diferença chega a 5%, mas a União Europeia determinou que os veículos comercializados na região não podem registrar erro maior que 10% acrescidos de mais 4 km/h.

Por exemplo: se um carro estiver em velocidade real de 90 km/h, o velocímetro não pode marcar mais de 103 km/h.


Essa diferença também é utilizada pela legislação brasileira como referência de cálculo para a autuação por excesso de velocidade. Para evitar que condutores sejam punidos injustamente e, por ventura, a disputas judiciais, a lei determina uma tolerância na fiscalização eletrônica feita pelos radares.


De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), um motorista só comete infração se dirigir o veículo a pelo menos 7 km/h acima do limite da via. Até 100 km/h há uma tolerância de 7 km/h. A partir de 107 km/h, a variação passa a ser de 7%.

Portanto, toda vez que um carro passa pelo radar de fiscalização eletrônica, a velocidade indicada no equipamento é sempre inferior à mostrada no velocímetro.

Alguns fatores podem alterar a margem de tolerância

A diferença entre a velocidade real e a indicada no velocímetro pode variar durante o uso do veículo em algumas situações. Pneus muito desgastados ou descalibrados podem influenciar na marcação da velocidade.


A substituição das rodas originais do veículo por um conjunto de medidas diferentes (altura do perfil, diâmetro, largura) também afetam a aferição de velocidade. Ao colocar rodas e pneus maiores o carro vai rodar a uma velocidade maior que a mostrada no painel.


E esse erro do velocímetro passa uma falsa impressão de melhor desempenho e menor consumo, uma vez que a medição deste último é baseada na quilometragem percorrida, e é apresentado um número que não representa a realidade.


Por: WebMotors

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo