Evite maus hábitos e faça a embreagem durar mais.




O sistema de embreagem é o grande responsável por conectar a caixa de câmbio ao motor para movimentar as rodas de veículos com transmissão manual. Mas, assim como vários componentes de um automóvel, ele é um conjunto de peças que tem desgaste natural com o passar do tempo. Mas algumas ações vão ajudar com que você faça a embreagem durar mais

A verificação dos componentes, a propósito, é indicada no manual. Bem como os prazos previstos para manutenção, Mas tem um fator determinante para a sua durabilidade: o motorista.


Alguns hábitos bastante comuns podem reduzir consideravelmente sua vida útil. Os sinais desse desgaste excessivo aparecem quando uma ou mais peças - platô, disco e rolamento (ou atuador hidráulico) - já estão em fim de vida. Os indicativos de que algo não vai bem são claros: patinação (falta de força) em arrancadas, trepidação no pedal, dificuldade de engate e endurecimento no pedal são exemplos de alertas.

De acordo com o veículo, um novo conjunto pode passar de R$ 1.000, ainda mais se for necessário trocar o volante do motor - a peça que se conecta à embreagem. Devido a isso, para fazer a embreagem durar mais tempo, apontamos alguns cuidados.

Faça a embreagem durar mais

1. Arrancadas suaves

Ao sair com o veículo, module os pedais da embreagem e do acelerador com suavidade, de forma a não forçar os componentes - exatamente como os professores de autoescola nos orientam a fazer quando começamos a dirigir. Faça o mesmo durante as trocas de marcha, com o veículo já em movimento, tente sempre obedecer a rotação correta do motor.

2. Ao parar, coloque em ponto-morto

O pedal de embreagem deve ser acionado somente em arrancadas e trocas de marcha. Portanto, ao parar totalmente o veículo no trânsito, como em um semáforo, evite manter a embreagem acionada e a primeira marcha engatada - em vez disso, coloque o câmbio em ponto-morto e só engate na hora de sair. Isso evita desgaste do conjunto sem necessidade.


3. Não manter o pé apoiado no pedal de embreagem Muitos têm o costume de manter o pé esquerdo sempre apoiado no pedal da embreagem enquanto dirige. Apesar de movimentar pouco o pedal, isso é suficiente para desgastar componentes e, acredite, com o tempo você terá de trocar peças de forma prematura. Após engatar a marcha, procure sempre tirar completamente o pé do pedal. 4. Evite "segurar" o veículo em aclives Outro mau hábito é usar a embreagem e o acelerador para manter o carro parado em uma subida. A recomendação, ao parar o carro em uma subida, é puxar o freio de estacionamento (também conhecido como freio de mão) antes de arrancar. Essa prática preserva o disco da embreagem e, ainda por cima, ajuda a economizar combustível. 5. Respeite os limites de peso Carro sobrecarregado, que transporta uma massa maior que o máximo indicado no manual, força uma série de componentes, entre os quais o conjunto de embreagem. Ou seja, ao modular o pedal, especialmente em arrancadas, os componentes têm de lidar com um peso maior do que aquele para qual foram projetados. Essa sobrecarga também reduz a vida útil das suspensões, ao acelerar o desgaste de itens como buchas e amortecedores. A capacidade de carga do automóvel é informada no Manual do Proprietário.


Por: Web Motors

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo