Como prolongar a vida útil da bateria do veículo

Responsável por acumular energia para abastecer todos os sistemas elétricos, que incluem faróis, lanternas e a ignição do motor, a bateria é de suma importância para qualquer carro. E alguns cuidados podem fazer a bateria ter uma vida útil longa.


Dicas para prolongar a vida útil da bateria

1 - Bateria compatível com os equipamentos

Escolha uma bateria de boa qualidade com amperagem compatível com os equipamentos elétricos do veículo. Carros com som potente e muita eletrônica embarcada vão exigir um componente mais parrudo. Isso serve para não sobrecarregar a peça. Com isso, ao trocar a bateria ou até mesmo comprar um carro seminovo, confira se o componente tem a amperagem necessária para o seu carro. Essa informação, geralmente, está disponível no manual do carro.

2 - Cuidados ao dar a partida no motor

A bateria é mais exigida justamente na hora de dar a partida no motor. Para sua bateria ter uma vida útil mais longa, nesse momento, desative equipamentos elétricos desnecessários para não sobrecarregá-la: evite girar a chave com faróis e outras luzes acesos e também desligue itens como som, ar-condicionado e central multimídia.

3 - Atenção ao sair do carro

Muitos já ficaram com a bateria descarregada por descuidos como deixar o veículo estacionado com os faróis e/ou equipamento de som ligados. Carros mais modernos apagam os faróis ao desligar o veículo ou emitem um alerta sonoro para não dar esse vacilo. Fique atento!


4 - Proteja os terminais da bateria

Muitas baterias já vêm de fábrica com capinhas para proteger os terminais negativo e positivo para evitar contato com objetos metálicos ou condutores, o que pode gerar fuga de carga, faíscas e até curto-circuito, com risco de incêndio. Essas capas também podem ser adquiridas separadamente no mercado. Também mantenha os terminais limpos - com o tempo, eles acumulam resíduos, geralmente com aparência branca, resultantes da oxidação do material dos conectores.

5 - Não deixe o motor desligado por longos períodos

Como outros componentes do carro, a bateria foi feita para funcionar regularmente - deixar o motor desligado por longos períodos promove a descarga da bateria, que fornece eletricidade aos sistemas eletrônicos do veículo mesmo com ele estacionado e fechado. A Nakata recomenda ligar o carro pelo menos uma vez por semana por cinco minutos, a fim de acionar o alternador e recarregar a bateria.

6 - Cuide bem do alternador

Responsável por manter a carga da bateria a partir do movimento do motor a combustão, além de abastecer os sistemas elétricos e eletrônicos, o alternador precisa estar em perfeitas condições de funcionamento - se ele pifar, você nem consegue ligar o motor. Por isso, nas revisões do veículo certifique-se que o mecânico faça a manutenção preventiva do alternador.

7 - Terminais desconectados

Se você deixar o carro parado por longo tempo e não tiver alguém para ligá-lo com regularidade, o ideal é desconectar os terminais da bateria para prevenir sua descarga. Remova pelo menos o terminal positivo a fim de preservá-la nesse cenário.

8 - Não conecte outros dispositivos nos terminais

Evite conectar lâmpadas e outros dispositivos que consumam carga nos terminais da bateria. Se for necessário fazê-lo, para realizar um reparo em local escuro, por exemplo, prefira manter o motor ligado, para que o alternador mantenha a bateria carregada.

9 - Mantenha o sistema de ignição e motor em boas condições

Velas gastas e motor desregulado podem dificultar a partida do motor, o que exige mais energia da bateria e causa seu desgaste prematuro. Também verifique regularmente as condições da fiação, para prevenir fuga de corrente e curto-circuito, bem como mantenha velas e cabos de vela em boas condições.

10 - Evite a descarga completa

Se possível, nunca deixe a bateria ficar totalmente descarregada, pois isso "força" o componente e pode comprometer sua capacidade de reter eletricidade. Se isso acontecer, e você estiver disposto a pagar, invista em um auxiliar de partida, que provê uma carga extra para dar a partida no motor. A famosa "chupeta" não é recomendada em carros mais modernos por conta do risco de queimar módulos.


Por: Webmotors

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square